Tecnologias emergentes atingem diretamente o canal farma

Melhorar experiência do cliente e produtividade devem ser foco

As tecnologias trazem oportunidades, mas também assustam os varejistas. Big Data, Inteligência Artificial (IA), Realidade Virtual, Cloud Computing, são alguns dos inúmeros nomes que surgem como opções para os negócios.

 

Entretanto, antes de escolher uma das inovações, é necessário que toda a empresa tenha uma mudança cultural. Ou seja, é preciso observar a dinâmica de atuação de outra maneira, mudar sua estrutura, seu modelo de gestão e a maneira como as pessoas assumem riscos e experimentam.

 

Além disso, antes de implementar qualquer tendência tecnológica, o varejista deve se perguntar o porquê de seu investimento. Só faz sentido adotar uma nova tecnologia se ela for capaz de melhorar a eficiência e a produtividade; dar agilidade a processos e tomadas de decisões; elevar o nível de competitividade das empresas; ou reduzir o atrito para o cliente e melhorar a experiência e valor percebido por ele.

 

Uma das grandes mudanças que podem ocorrer na experiência do cliente é como as farmácias trabalham os seus programas de fidelidade. Eles fazem a diferença na jornada de compras e, se trabalhados corretamente, são capazes de sugerir produtos específicos e promoções direcionadas de acordo com o perfil de cada cliente.

 

Esse será um dos assuntos abordados no Summit de Inovação e Saúde, realizado no dia 21 de agosto, em São Paulo (SP). Para saber mais, acesse: www.summitsaude.com.br

O que achou deste conteúdo?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar ao topo